Bonito Notícias - Notícias de Bonito MS e Região
Bonito - Mato Grosso do Sul - 19 de Outubro de 2019
08/01/2014 - 15:36
Fazendeiros rejeitam acordo da União de R$ 78 milhões por região Buriti
A proposta equivale a pouco mais da metade do valor esperado pelos produtores (R$ 150 milhões), que já questionam a avaliação do Governo Federal.
Em reunião com produtores rurais e índios, a União propôs, nesta terça-feira (7), pagar R$ 78 milhões por 30 das 34 fazendas, localizadas na região do Buriti. 

“Pelos cálculos da União, as terras nuas, mais as benfeitorias valem R$ 78 milhões, mas resta concluir a avaliação de quatro fazendas para terminar o levantamento”, informou, em entrevista por telefone, Lindomar Terena, da Aldeia Cachoeirinha. Ele participou de reunião, em Brasília, com o assessor especial do Ministério da Justiça, Marcelo Veiga.

O estudo, conforme Lindomar, será concluído na segunda quinzena de janeiro. Dia 30, será realizada nova reunião para apresentar a avaliação completa. Até lá, os produtores terão tempo para questionar os números do Governo Federal. “A União se comprometeu a ouvir a contraproposta dos produtores e a rever os valores, desde que se prove o contrário”, informou o índio.

Na reunião de ontem, alguns fazendeiros já questionaram os números da avaliação do governo. É o caso de Ricardo Bacha, dono de duas áreas na região, incluindo a Fazenda Buriti, praticamente destruída após invasão e confronto entre índios e produtores.

De acordo com o presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Chico Maia, as benfeitorias da Fazenda Buriti foram avaliadas em R$ 531 mil. “Só a sede da fazenda, de 200 metros quadrados, e os galpões, destruídos durante a invasão, valem mais do que isso” comentou.

Em agosto do ano passado, produtores acreditavam que o governo iria pagar R$ 6,6 mil por hectare bruto, totalizando R$ 10 mil somando as benfeitorias. Na região do Buriti são 15 mil hectares, totalizando investimento de cerca de R$ 150 milhões.

Apesar de a proposta final ser inferior ao estimado inicialmente, Chico Maia frisou estar confiante no bom resultado das negociações. “Os produtores terão oportunidade de contestar os valores”, destacou. Os relatórios completos serão entregues até sexta-feira (10) aos fazendeiros. “Vamos conferir se a avaliação é justa e o espírito da negociação é bom”, emendou.

Questionados se a União informou como pagará pelas fazendas, tanto Lindomar quanto Chico afirmaram que a forma de pagamento não foi especificada. “Isso será detalhado na reunião do próximo dia 30”, disse o indígena.

O governo reafirmou comprometimento em seguir cronograma de avaliação, definido em agosto. Depois da Buriti, as fazendas na região da Aldeia Ivikatu, em Japorã, serão avaliadas para a União efetivar compra. “Até a eleição, o plano é acabar com o impasse”, ressaltou Chico Maia.
Com informações do Campo Grande News
Gostou? Compartilhe!
COMENTE ESTA NOTÍCIA
CURTIU O BONITO NOTÍCIAS?
MAIS NOTÍCIAS
08 de Janeiro de 2014
21:00
20:40
20:30
19:50
18:45
18:32
18:03
17:45
17:00
16:20
15:19
14:33
13:35
12:35
12:02
11:01
10:34
10:06
09:35
09:03
08:01
Publicidade
Publicidade
ACOMPANHE O BONITO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

BONITO NOTÍCIAS
POLÍTICA DE CONTEÚDO

O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior.

Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação.

Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados.

Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.

Bonito Notícias - Todos os direitos reservados 2019.