Bonito Notícias - Notícias de Bonito MS e Região
Bonito - Mato Grosso do Sul - 19 de Novembro de 2019
19/07/2013 - 11:11
Jovens em MS morrem por causas violentas em 64% dos casos
Em mais de três décadas, as mortes de jovens em Mato Grosso do Sul tiveram causas violentas em 64,6% dos registros. Os dados fazem parte do “Mapa da Violência 2013: Homicídios e Juventude no Brasil” divulgado nesta quinta-feira (18) pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela).
Segundo o levantamento, as mortes violentas correspondem à soma dos casos de acidentes de trânsito, suicídios e homicídios entre os anos de 1980 e 2011. O primeiro fator corresponde a 28,4% dos óbitos juvenis, enquanto o segundo a 3,3%. Homicídios representam o maior índice: 32,8%.

Em relação às mortes na população total entre 2001 e 2011, o estado registrou aumento de 7,9% dos casos com o número de homicídios subindo de 619 para 668. Já a taxa de óbitos pelo crime, por 100 mil, caiu 8% no período: 29,3 (2001) para 27 (2011). A taxa de homicídios de 2011 coloca o estado na 18ª posição do ranking nacional, abaixo da média nacional (27,1).

Entre a população jovem, o mapa revela que os homicídios no estado cresceram 7,9% entre 2001 (177 casos) e 2011 (191). A taxa de homicídio na faixa etária, por 100 mil, cresceu 0,3% no período (42,2 para 42,3 registros), percentual que deixa MS no 18º lugar da lista.

Capital

De acordo com o estudo, Campo Grande registrou queda de 26,4% no número de homicídios entre 2001 e 2011. Foram 231 casos em 2001 contra 170 registrados no ano retrasado. Na taxa de mortes pelo crime, por 100 mil, a capital sul-mato-grossense tem queda de 37,2 no período, redução de 34 para 21,4 (2011). O número deixa a cidade com uma das menores taxas do país na 24ª colocação nacional, atrás apenas de Boa Vista, Florianópolis e São Paulo.

O mapa também traz a comparação das taxas de homicídio, por 100 mil, entre os anos de 1999 e 2011. No período, o índice de Campo Grande caiu de 30,8 para 21,4.

Em relação à população jovem, a capital de MS apresentou queda de 32,6% dos casos entre 2001 (86 casos) e 2011 (58). A taxa de óbitos juvenis no período também mostra queda: 36,3%, redução de 62,3 (2001) e 39,7 (2011). O número de registros do ano retrasado deixa a cidade com 25º menor índice do país, atrás apenas de Boa Vista, Rio Branco e São Paulo.

Municípios

O levantamento ainda mostra a lista de 1.663 municípios, com mais de 20 mil habitantes, com maiores índices e taxas de homicídio entre os anos de 2009 e 2011.

Em Mato Grosso do Sul, Ribas do Rio Pardo (21,2 mil habitantes) lidera o ranking com taxa de 56,4. Foram cinco mortes pelo crime em 2009, cinco em 2010 e 12 em 2011.

Maracaju (38,2 mil habitantes) aparece em segundo com taxa de 47. Em 2009 o município registrou 15 homicídios, enquanto em 2010 foram 16 contra 18 em 2011.

Dourados (198,4 mil habitantes) é o terceiro da lista com taxa de 45,4. Foram 77 casos em 2009, 95 em 2010 e 90 em 2011.

Em relação ao número de homicídios e taxas dos óbitos pelo crime contra jovens, no mesmo período, que leva em conta 573 cidades do país com população superior a 10 mil pessoas nesta faixa etária, Dourados aparece no primeiro lugar em MS. É o único município do estado entre os 100 com maiores óbitos juvenis no Brasil.

A taxa de mortes pelo crime na segunda maior cidade do estado (37.044 jovens) é de 94,5. Foram 34 registros em 2009, 37 em 2010 e 35 em 2011.

Três Lagoas (18,5 mil jovens) aparece em segundo com taxa de 53,8. Em 2009, a cidade registrou 19 homicídios juvenis, oito em 2010 e dez em 2011.

Ponta Porã (14, 6 mil jovens) ficou na terceira posição da lista com taxa de 40,9. Em 2009 foram 12 casos contra nove em 2010 e seis em 2011.
Com informações do G1 - MS
Gostou? Compartilhe!
COMENTE ESTA NOTÍCIA
CURTIU O BONITO NOTÍCIAS?
MAIS NOTÍCIAS
19 de Julho de 2013
18:25
17:26
15:28
15:21
14:29
13:30
12:07
11:40
10:43
10:15
09:47
09:22
08:52
08:20
Publicidade
Publicidade
ACOMPANHE O BONITO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

BONITO NOTÍCIAS
POLÍTICA DE CONTEÚDO

O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior.

Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação.

Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados.

Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.

Bonito Notícias - Todos os direitos reservados 2019.