Bonito Notícias - Notícias de Bonito MS e Região
Bonito - Mato Grosso do Sul - 18 de Novembro de 2019
05/09/2019 - 17:24
YouTube muda regras de anúncios em vídeos com audiência infantil
A novidade foi anunciada no mesmo dia em que a empresa concordou em pagar multa de US$ 170 milhões por usar dados de crianças em publicidades.
Divulgação/Youtube
Ampliar

Nesta quarta-feira (4), o YouTube anunciou mudanças na maneira como divulga publicidade em sua plataforma principal. As novidades serão implementadas para limitar a coleta e o uso de dados relacionados a conteúdo infantil.

"Começando nos próximos quatro meses, nós passaremos a tratar dados de qualquer pessoa vendo conteúdo voltado para crianças no YouTube como se fossem dados de uma criança, independentemente da idade do usuário", escreveu Susan Wojcicki, presidente global da plataforma de vídeos, em uma carta no blog oficial do YouTube.

Ainda segundo Wojcicki, o YouTube também "vai parar de direcionar publicidade para esse tipo de conteúdo inteiramente e algumas funcionalidades não estarão mais disponíveis, como comentários e notificações".

A partir de agora, o único tipo de publicidade que poderá ser exibido em vídeos do YouTube que tenham algum tipo de audiência infantil são publicidades de contexto. Nesse modelo, as propagandas são associadas ao vídeo em que são exibidas, não direcionadas de acordo com o comportamento e outras informações pessoais do usuário que está assistindo, que é o modelo padrão de exibição publicitária.

Na carta, Wojcicki afirma que o conteúdo voltado para audiência infantil será identificado em parceria com os próprios criadores e YouTubers, que a partir de agora devem dizer se produzem algum tipo de vídeo que entra nessa categoria. "Nós também usaremos aprendizado de máquina para encontrar conteúdo que claramente é direcionado para audiências mais jovens, como aqueles que têm ênfase em personagens infantis, brinquedos ou jogos".

Exemplos de canais e produtores que se enquadram nessa regra não foram citados.

O Google, que é dono do YouTube, concordou em pagar uma multa de US$ 170 milhões por ter coletado dados de menores de idade e ter direcionado publicidade para essas pessoas usando essas informações.

É incerto como a medida de tratamento desses dados deve impactar no faturamento publicitário do YouTube, que não disponibiliza dados oficiais de quanto arrecada com propaganda. O Google, que é uma empresa muito maior, faturou US$ 137 bilhões em 2018.

Crianças e o YouTube

De acordo com o Ato de Proteção Online à Criança (COPPA, na sigla em inglês), uma lei de proteção à vida privada das crianças na internet, pessoas com menos de 13 anos não devem ter acesso a plataformas, como o YouTube, ou a redes sociais, como Instagram ou Facebook. Por esse motivo, essas redes cancelam contas de pessoas com idade menor a essa.

Apesar disso, a plataforma pode ser usada por menores de idade, que tenham entre 13 e 18 anos, razão pela qual 23 organizações de defesa dos direitos digitais e de proteção da infância haviam apresentado a ação que resultou na multa da plataforma.

O YouTube reiterou esse posicionamento na carta publicada e afirma que os pais devem usar o YouTube Kids para crianças menores de 13 anos. "Dezenas de milhões de pessoas usam o YouTube Kids todas as semanas e queremos que os pais estejam mais cientes do aplicativo e de seus benefícios", disse Wojcicki, que anunciou uma campanha no YouTube principal para conscientizar os pais.

No YouTube Kids, as publicidades são inteiramente no modelo de contextualização, vinculados ao conteúdo exibido e não ao perfil do usuário. Esse modelo é semelhante à publicidade veiculada em canais de conteúdo infantil, por exemplo.

Remoção de conteúdo nocivo

Na terça-feira (3), o Youtube tinha divulgado um balanço com iniciativas de remoção de conteúdo nocivo. O time da plataforma removeu, no segundo trimestre desde mais de 500 milhões de comentários nocivos, além de 100 mil vídeos e mais de 17 mil canais que violavam a política de discurso de ódio.

Com informações de GazetaWeb
Gostou? Compartilhe!
COMENTE ESTA NOTÍCIA
CURTIU O BONITO NOTÍCIAS?
MAIS NOTÍCIAS
Publicidade
Publicidade
ACOMPANHE O BONITO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

BONITO NOTÍCIAS
POLÍTICA DE CONTEÚDO

O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior.

Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação.

Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados.

Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.

Bonito Notícias - Todos os direitos reservados 2019.